FNE na rua exigindo respostas na Educação

A FNE culmina a Campanha “Por Uma Educação de Qualidade” com uma concentração de dirigentes sindicais em frente ao Ministério da Educação (ME), no próximo dia 8 de junho de 2021, entre as 15h30 e as 17h00, na Avenida Infante Santo, 2, em Lisboa.

A concentração termina com a entrega de um documento político com as várias propostas que a FNE tem vindo a apresentar à tutela, no sentido de se encontrarem soluções que valorizem os trabalhadores da educação do nosso país e lhes garantam condições dignas para o exercício profissional, no contexto exigente em que vivemos.

A campanha “Por uma Educação de Qualidade”, em sintonia com sindicatos da educação de vinte e sete países da União Europeia, percorre o país entre 10 de maio e 8 de junho, com a colocação de faixas em escolas de todo o país continental e Regiões Autónomas, alusivas a quatro grandes reivindicações das quais a FNE não abdica: PELA VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DO SETOR, POR MAIS INVESTIMENTO, PELO FIM DA PRECARIEDADE e PELO REJUVENESCIMENTO DA PROFISSÃO.

A FNE e os seus Sindicatos membros pretendem assim demonstrar na rua o empenho na promoção de políticas que ofereçam respostas adequadas aos problemas que têm vindo a ser identificados e para os quais tem apresentado propostas devidamente sustentadas, sendo por isso imprescindível que se iniciem os processos negociais indispensáveis para a determinação de medidas legislativas, que promovam respostas concretas aos profissionais da Educação.

Com a campanha e o protesto à porta do ME, a FNE reforça a mensagem de que, apesar de se mostrarem essenciais, imprescindíveis e dedicados, os educadores, professores e todos os Trabalhadores da Educação olham com profundo desagrado para o facto de continuar a não existir da parte do Governo qualquer medida específica de reconhecimento e valorização, que responda a anseios legítimos há muito identificados e a carecer de respostas por parte da tutela.

A concentração de 8 de junho em Lisboa, em prol de uma Educação de Qualidade, será mais uma prova que os Trabalhadores da Educação portugueses podem contar com a FNE e com os seus Sindicatos para garantir que se cumpram as expetativas de valorização profissional, com mais investimento, sem precariedade e com o rejuvenescimento tão urgente dos quadros.

A FNE não desiste.

© 2021 SDPSUL. Sede: Rua Lídia Cutileiro, 23- 1º e 2º dts. Villa da Cartuxa - 7002-502 Évora - tm: 969195512 - tel:266749660 - fax:266749668 mail:evora@sdpsul.com.
Gestor do Site- contacto mail: evora@sdpsul.com